A FeSBE

A Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FeSBE), fundada em 1986, sob a diretoria do Prof. Dr. Eduardo Moacyr Krieger, congrega as Sociedades Brasileiras de Biofísica, Bioquímica e Biologia Molecular, Biologia Celular, Fisiologia, Farmacologia e Terapêutica Experimental, Imunologia, Investigação Clínica, Neurociências e Comportamento, BRAVO (Brazilian Association for Research in Vision and Ophthalmology), Ciências em Animais de Laboratório, Biociências Nucleares, Departamento de Endocrinologia Básica da Sociedade de Endocrinologia e Metabologia e Sociedade Brasileira de Toxinologia.

A Federação tem por objetivos promover e difundir a atividade científica das áreas do conhecimento correspondentes às Sociedades federadas, utilizando como veículo principal a sua Reunião Científica Anual, e fazer-se representar junto às autoridades governamentais e à sociedade em geral na defesa dos temas relevantes para o desenvolvimento da ciência.

O trabalho dos pesquisadores que pertencem à FeSBE representa uma alta porcentagem da produção científica do país, qualitativa e quantitativamente. A realização desta produção inclui intenso intercâmbio internacional, contribuindo para a formação de pós-graduandos e para a atualização dos próprios pesquisadores.

O campo coberto por esses trabalhos se estende desde as bases moleculares de fenõmenos biológicos até o estudo de aspectos da organização social humana ou animal. A justaposição das várias áreas dentro da Federação propicia interação ou fertilização cruzada, ensejando o surgimento de atividades interdisciplinares.

A aplicação potencial ou direta dos conhecimentos obtidos cobre principalmente a área de saúde, incluindo contribuições para as áreas de educação, proteção ambiental, medicina esportiva, e áreas tecnológicas como a de produção de medicamentos ou a inteligência artificial.